Apresentamos o programa Viagens Sustentáveis

Uma nova maneira de reconhecer suas práticas sustentáveis e de divulgá-las entre os viajantes – por um futuro melhor.

Saiba mais

Atualizado 8 meses atrás
Salvar

Nos próximos anos e décadas, a água doce se tornará cada vez mais escassa. Até 2030, é esperado que a demanda por água doce seja 40% maior do que a oferta disponível. Tendo essas projeções em vista, precisamos agir agora mesmo.

Você sabia que os serviços de lavanderia podem representar até 30% do impacto ambiental total causado pela sua propriedade? Esse número inclui o seu consumo de água e de eletricidade, além da poluição gerada pelo sabão que você utiliza. Mas ele sequer leva em consideração o consumo anual de água que ocorre nos quartos dos hóspedes - que pode variar entre 18 milhões de litros em locais onde o clima é temperado, e passar dos 121 milhões de litros nos destinos de clima tropical.

Quando se trata de reduzir esse impacto, pedir aos hóspedes que reutilizem toalhas ou dispensem a limpeza dos quartos não é nenhuma novidade para o setor de hospitalidade. Deixar um adesivo ou uma placa nos quartos para alertar os hóspedes sobre as consequências ambientais é uma prática que vem sendo adotada há tempos - mas será que ela é de fato eficiente? Será que outras técnicas surtiriam mais efeito?  Nesta seção, você encontrará diferentes formas de reduzir seu consumo de água e os benefícios que isso pode trazer tanto para os seus negócios quanto para o meio ambiente. 

Quatro benefícios da redução do consumo de água
  1. Manutenção do abastecimento de água para a comunidade local - A água é um recurso precioso, e, em muitos destinos ao redor do mundo, escasso. Na verdade, quase 20% da população mundial vive em regiões onde a água é escassa. Em outras palavras: o consumo dos recursos hídricos nesses locais está ‘se aproximando ou ultrapassou os limites sustentáveis’. Como setor, devemos manter nosso consumo de água restrito às nossas reais necessidades, já que temos a responsabilidade de garantir que esse recurso não seja negado às comunidades locais.

  2. Diminuição da pegada de carbono- O consumo de água não se restringe apenas à própria água. Ele pode causar um impacto ambiental ainda maior. A cada lavagem de 10 kg de roupa, são consumidos pelo menos 50 litros de água e 1,2 kWh de energia elétrica. Pesquisas também mostraram que alguns tipos de sabão podem gerar uma pegada de carbono de quase 1 kg de CO2 a cada lavagem – multiplique isso pela quantidade de lavagens de roupa na sua propriedade, e o número será provavelmente muito, muito maior. 

  3. Os hóspedes têm engajamento - Os hóspedes já estão bem abertos a mudar sua experiência de viagem com o objetivo de reduzir o consumo de água. De acordo com a pesquisa da Booking.com, durante as férias nos últimos 12 meses, 40% dos viajantes globais reutilizaram toalhas e 26% dispensaram a limpeza diária do quarto para reduzir o uso de água.

  4. Redução dos custos operacionais - O consumo de água é a segunda maior despesa com contas, representando 24,7% do orçamento dos hotéis dos EUA. Por isso, reduzi-lo também traz bastante vantagem financeira. Estudos relevaram que oferecer aos hóspedes a opção de dispensar a lavagem diária de roupa de cama e banho resultou em uma redução de 17% nas lavagens – diminuindo trabalho e também os custos com energia elétrica e sabão.

Como reduzir seu consumo de água de forma eficaz

 

Entenda o seu consumo atual

Para acompanhar o seu progresso, é importante que você comece medindo seu gasto de água atual. Assim, você saberá melhor como usa a água e onde pode começar a reduzir o consumo. Definir sua baseline também te dará uma visão sobre seu uso de recursos.  

Para calcular o uso de água por hóspede por diária, basta dividir o total mensal de água usada nos quartos pelo número de hóspedes que ficaram na sua propriedade naquele determinado mês. Se a unidade de medida da sua conta de água for em metros cúbicos, você pode comparar os resultados que encontrou com a sua conta ao multiplicar o número de litros por hóspede por 0,0001.

Para mais informações sobre como começar a acompanhar o seu consumo de água e para saber mais sobre a metodologia usada pela Parceria Internacional de Turismo, confira a seção ‘Elaborando a baseline (ou diagnóstico) ambiental’ deste guia.

Crie um sistema prático

Simplifique seus procedimentos. Deixe claro para os seus hóspedes qual esquema você adota: se deixarem a toalha pendurada no box ou no gancho para tolhas no banheiro, é porque vão reutilizá-la. Caso deixem a toalha no chão, é porque desejam que ela seja lavada.

Pense em maneiras práticas de os hóspedes informarem à sua equipe que eles não se importam em dispensar a limpeza dos quartos. Isso pode ser facilmente sinalizado com um aviso na porta. Os hóspedes só precisam pendurá-lo na maçaneta e os funcionários conseguem vê-lo rapidamente. 

Peça que os hóspedes consumam água de forma consciente 

Uma coisa é reutilizar as toalhas e dispensar a limpeza dos quartos, mas pesquisas mostram que os próprios hóspedes gastam 2,5 vezes mais água quando ficam em um hotel. Compartilhe a responsabilidade do consumo consciente de água com eles: peça que tenham atenção à quantidade de água que utilizam. 

Uma forma de fazer isso é solicitar aos hóspedes que tomem banhos mais curtos. Ou melhor ainda: usar a tecnologia a seu favor. Por exemplo, a startup Hydrao criou um chuveiro que usa luzes para indicar aos hóspedes a quantidade de água que estão usando em tempo real. Isso serve como um ‘empurrãozinho’ para que eles saiam do banho antes, evitando gastar água desnecessariamente. 

 

Mantenha as informações simples e específicas

Ao se comunicar com seus hóspedes, use um vocabulário que seja fácil de entender. Evite usar palavras complicadas e mantenha as instruções o mais simples possível. Ao mesmo tempo, não generalize demais — mensagens vagas podem causar frustrações. Não se restrinja a mensagens como ‘preserve o meio ambiente’ ou ‘economize água’. Forneça instruções claras sobre o que deve ser feito. 

Experimente jeitos diferentes de engajar seus hóspedes

O que encoraja um hóspede pode não incentivar outro. Ao comunicar as práticas sustentáveis que você adota, tente usar diferentes técnicas de persuasão complementares. Confira algumas sugestões:  

  • Reforce hábitos adotados em casa - Esta pesquisa sugere que associar uma atividade a algo que os hóspedes normalmente fariam em casa pode funcionar melhor do que simplesmente deixar uma mensagem sobre conscientização ambiental. Veja alguns exemplos: ‘Use sua toalha novamente, assim como você faz em casa.’ ou, ‘Sinta-se em casa: por favor, reutilize sua toalha’.  
  • Mostre dados - Estudos mostraram que exibir dados sobre quantos hóspedes reutilizam as toalhas acaba incentivando os outros a adotarem essa prática também. Pense em alternativas como: ‘x% dos hóspedes de final de semana preferem dispensar a limpeza diária dos quartos durante a estadia.’ ou ‘x% das pessoas na {propriedade} reutilizam as toalhas.’  
  • Faça as pessoas se sentirem bem - Mostre aos seus hóspedes que, ao fazer escolhas sustentáveis, eles podem causar um impacto positivo real. Isso significa incluir informações sobre resultados positivos e escrever de forma não ameaçadora. Faça com que eles se sintam bem — e não culpados — com relação às decisões de viagem que tomam.

Pense em táticas de incentivo

Recompensar seus hóspedes é outra maneira de incentivá-los a reutilizar as toalhas ou dispensar a troca da roupa de cama com tanta frequência. Algumas propriedades estão agora oferecendo pontos que podem ser trocados pelos hóspedes por uma bebida gratuita ou um desconto, enquanto outras fazem doações a instituições de caridade por cada toalha reutilizada. 

Caso isso não pareça ser algo que você poderia oferecer na sua propriedade, tente reunir sua equipe para encontrar soluções que se encaixariam na sua realidade. 

Instrua sua equipe de limpeza

Sua equipe de limpeza desempenhará um papel fundamental para que as iniciativas de reutilização de toalhas e redução da frequência da limpeza dos quartos seja bem-sucedida. Mas não só isso: há diferentes formas de seus funcionários contribuírem com seus esforços de preservação ambiental. Não deixe de fornecer treinamentos que abordem os novos processos e todas as outras práticas que podem ajudar a economizar água. Entre elas: não remover as toalhas caso os hóspedes indiquem que vão reutilizá-las, evitar dar muitas descargas durante a limpeza, não deixar as torneiras abertas e usar pano e rodo para a limpeza do chão - em vez de usar uma mangueira.

body_water.jpeg
Mostre aos viajantes o que você está fazendo

Assim que começar a implementar medidas para reduzir seu consumo de água – ou caso já tenha adotado algumas práticas – você pode informar os viajantes sobre isso em nossa plataforma.

Você implementou alguma dessas práticas para reduzir o consumo de água?

Os hóspedes têm a opção de reutilizar toalhas
Os hóspedes podem optar por não pedir limpeza do quarto diariamente
Você só usa vasos sanitários com baixo consumo de água, como vasos com controle de fluxo ou descarga de duplo acionamento
Você só usa chuveiros com baixo consumo de água, como chuveiros inteligentes ou com controle de fluxo

Confira nossos outros guias de sustentabilidade:

 

Meeting

Recebendo uma certificação

Certificados mostram ao mundo o seu compromisso com a sustentabilidade. Ainda que certificações deem crédito aos seus esforços e ajudem a atrair hóspedes mais preocupados com a sustentabilidade, o processo para conquistá-las é ainda mais importante – ajudando você a definir prioridades e solucionar lacunas nos seus planos de sustentabilidade.

Saiba mais

header_plastic.jpeg

Reduzindo o consumo de plástico

Hoje é mais fácil do que nunca administrar uma propriedade sem usar plástico – e isso nunca foi tão importante. O plástico leva anos para se decompor, além de prejudicar a vida selvagem e o meio ambiente. Este guia vai mostrar como proteger ambos ao reduzir seu consumo de plástico.

Como posso começar?

Header_environment.jpeg

Elaborando a baseline (ou diagnóstico) ambiental

O diagnóstico da sua situação atual servirá como uma bússola na sua jornada para a sustentabilidade. Somente depois de avaliar como você está se saindo – por exemplo, qual sua emissão de gás carbônico ou quanta água consome – é que você poderá começar a definir objetivos e traçar o plano para alcançá-los.

Veja o que fazer

Esse artigo foi útil?