Perspectivas do Setor

Entenda os novos comportamentos dos viajantes neste verão

 | Salvar
O verão chegou no hemisfério norte – e parece promissor. Ripsy Bandourian, Vice-Presidente Global de Acomodações na Booking.com, compartilha dados importantes sobre tendências de viagem no verão para te ajudar a maximizar o sucesso da sua propriedade nessa temporada

Pensando no último ano e meio, é óbvio que o impacto da pandemia foi muito profundo. Apesar de ela ainda não ter acabado e o caminho da recuperação continuar repleto de incertezas, o sucesso da vacinação em certas partes do mundo está finalmente transformando a demanda represada em reservas.

Observando a percepção atual dos nossos clientes e como viajar é importante para eles, estou muito otimista quanto ao futuro do nosso setor. Um dado se destacou para mim em nossa pesquisa recente: 71% dos viajantes mundiais prefeririam viajar a encontrar um amor verdadeiro. Impressionante! Esse número chega a 84% entre os turistas espanhóis e 77% entre os viajantes de Hong Kong e da França.

Isso, combinado aos nossos dados de pesquisa, confirma que o próximo verão promete muito. Indicando fortes intenções de viajar, mais de um terço das pesquisas na nossa plataforma são para os meses de verão no hemisfério norte – seguindo as mesmas proporções que vimos nessa época do ano em 2019.

Uma temporada de verão sem precedentes

Apesar de vermos um aumento na demanda, devemos reconhecer que esta temporada de verão não será igual às dos anos anteriores. Diferenças nas janelas de reserva, tipos de viagem e comportamentos dos viajantes vão salientar essa discrepância. Os destinos, por exemplo. Enquanto dependermos das restrições globais e da vacinação, minha expectativa é que viagens domésticas continuarão predominantes, talvez inter-regionais, mas mais curtas do que se fosse um verão típico. Nossos dados confirmam isso. Pesquisas anteriores revelaram que 72% dos viajantes globais estão com vontade de conhecer melhor seus próprios países este ano.

Também estamos percebendo uma mudança na duração de estadia. Antes, a alta temporada era associada a uma rotatividade rápida de hóspedes. Porém, desde o começo da pandemia, observamos um interesse maior em estadias longas. Isso também vale para o verão. Comparado a 2019, nossos dados revelam uma proporção maior de reservas para o verão com estadias de 7 dias ou mais. Isso cria uma oportunidade real para os parceiros garantirem ocupação em períodos mais longos e elimina os custos operacionais resultantes da rotatividade constante de quartos ou unidades.

Recorra aos novos comportamentos dos viajantes

O segredo para aproveitar ao máximo este verão é entender os novos comportamentos e preferências dos viajantes. A partir daí, adotar soluções que respondam diretamente a essas tendências pode te ajudar a aproveitar a demanda renovada ao mesmo tempo em que você se destaca da concorrência. Por exemplo, sabemos que flexibilidade agora é uma necessidade. Tanto que mais de 90% das reservas de verão neste ano foram feitas com tarifas flexíveis. Se você não oferecer flexibilidade aos clientes, vai perder quase todas as reservas de verão na nossa plataforma.

Devido à atual volatilidade das viagens, não é surpresa que a flexibilidade continue imperativa no processo de tomada de decisão do consumidor. Claro, você ainda quer garantir sua receita enquanto atende a esse desejo por flexibilidade. Oferecer uma alteração de data aos hóspedes que reservarem uma tarifa não reembolsável pode te ajudar a encontra esse equilíbrio. 

Essa tendência dos clientes rumo à flexibilidade é notável, pois, comparado a 2019, observamos uma janela de reservas maior em regiões como a Europa Ocidental. Apesar disso, as janelas de reservas continuam variando no mundo todo e, simultaneamente, observamos uma parcela expressiva de janelas de reservas curtas em outras regiões. Quando levamos em consideração essa variação no mercado, é muito importante diversificar sua disponibilidade para que sua propriedade esteja visível tanto para os clientes que reservam antecipadamente quanto para os que reservam de última hora. 

De forma parecida, é fundamental garantir que você consiga alcançar esses viajantes. Mais de dois terços das reservas agora são feitas no celular. Essa imensa tendência se acelerou durante a pandemia. Agora, mais do que nunca, os clientes realizam cada vez mais atividades em dispositivos móveis. Paralelamente, notamos que parceiros que adotaram as tarifas para celular atraem 28% mais dessas reservas. 

Em conjunto, essas mudanças no comportamento de reserva representam uma alteração significativa no mercado e chamam a atenção para a importância de adaptar sua estratégia e se adequar às necessidades do viajante após a pandemia. Conforme nos aproximamos do verão no hemisfério norte, eu prevejo que essas tendências continuarão ganhando força. Não deixe de aproveitá-las. 

Continuamos nos restabelecendo juntos

Ajudar vocês, nossos parceiros, a garantir a maior demanda possível é essencial para nós na Booking.com. Queremos te ajudar a ter um verão bem movimentado e trabalhamos incansavelmente para oferecer insights importantes no nosso guia para o verão de 2021, para compartilhar dados oportunos por meio dos nossos painéis de demanda, e para criar caminhos para você exibir informações importantes de forma transparente aos seus clientes durante esse período, como as suas medidas de saúde e segurança. Sabemos que este é um período decisivo e nosso compromisso é te ajudar a aproveitá-lo ao máximo. 

Com a pandemia, aprendi como nossa indústria é forte e resiliente. Embora devastadora, essa experiência nos aproximou, destacando a conexão proporcionada pelas viagens e nossa capacidade de superar crises coletivamente. À medida que nos Restabelecemos Juntos, é hora de transformar nossas esperanças em atitudes.

Vamos lá! 

 

Image
jumping 1
Descubra mais tendências de verão

Analisamos as tendências de viagem e descobrimos insights sobre os viajantes. Saiba mais em nosso guia para o verão de 2021.

Vamos lá

Qual sua opinião sobre essa página?

Aprendizado
  • Mais de um terço das pesquisas feitas na nossa plataforma são para junho, julho, agosto e setembro, indicando uma forte intenção de viajar neste verão
  • Nossos dados revelam uma proporção maior de reservas para o verão com estadias de 7 dias ou mais em relação a 2019
  • Flexibilidade é uma necessidade, tanto que mais de 90% das reservas de verão neste ano foram feitas com tarifas flexíveis
  • Agora, mais de dois terços das reservas são feitas pelo celular e os clientes realizam mais atividades em dispositivos móveis do que nunca