Tendências e Insights

Novo relatório mostra o valor que as plataformas on-line de viagem oferecem a hotéis europeus independentes

 | Salvar
Benefícios de marketing, vendas incrementais e serviços adicionais: analisamos a fundo um relatório que mostra o valor das plataformas on-line de viagem, como a Booking.com, para os provedores de acomodação

Um novo estudo publicado pela EY Parthenon, em colaboração com a Booking.com - ‘Agências on-line de viagem: como ajudar pequenas acomodações independentes da Europa a terem sucesso no mercado global’ - analisa a situação única do mercado de viagens europeu, dominado por acomodações de menor porte. Esse estudo analisa entrevistas diretas e as respostas de uma pesquisa realizada com 600 acomodações independentes de pequeno e médio porte que oferecem de 2 a 250 quartos. Tudo isso com o objetivo de calcular o valor que as plataformas como a Booking.com oferecem a elas. 

O relatório identifica as plataformas on-line de viagem como um dos canais de marketing e distribuição mais rentáveis, proporcionando acesso à distribuição e marketing globais a essas acomodações. Além disso, as plataformas on-line permitem que esses parceiros possam competir com as redes de hotéis por viajantes internacionais. Analisamos o relatório para te trazer algumas das informações mais interessantes. 

O poder das pequenas e médias empresas europeias

De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), a Europa é o principal destino turístico do mundo, responsável por cerca de 50% de todas as chegadas. No entanto, esse mercado funciona de maneira diferente de outras regiões. Enquanto as redes de hotéis são líderes na maioria das regiões do mundo, cerca de 87% de todos os hotéis da Europa (representando 63% da capacidade de quartos) são pequenas ou médias empresas, de propriedade e operação independentes. 

Embora a parcela de acomodações tenha diminuído cerca de 10% desde 2009 em relação às redes de hotéis, essas pequenas acomodações ainda mantêm uma significativa vantagem na região. E, ao considerar que 80% dos hóspedes que usam uma plataforma on-line de viagem não fazem parte do mercado típico da acomodação (como o relatório indica), faz total sentido que esses parceiros dependam de plataformas como a Booking.com para ajudar a atrair hóspedes internacionais e preencher seus calendários. 

A vantagem do marketing nas plataformas on-line de viagem

O relatório conclui que os recursos de marketing de uma plataforma on-line de viagem é a principal vantagem para hotéis independentes: “As OTAs oferecem um canal de marketing altamente flexível e sem riscos, pois as acomodações não têm nenhuma obrigação em relação à disponibilidade ou preços oferecidos na plataforma e apenas precisam pagar comissão caso uma reserva seja concluída.” 

Ao responderem diretamente sobre o valor de usar uma plataforma como a Booking.com, 95% dos provedores de acomodação comentaram que o principal motivo é o marketing. 81% deles concordam que precisariam investir significativamente em marketing para operar sem as plataformas on-line de viagem. 

A importância das vendas incrementais

O estudo analisa as estatísticas sobre vendas adicionais. Uma porcentagem muito alta dos provedores de acomodação - 91% - acreditam que anunciar em uma plataforma como a Booking.com traz reservas adicionais. Essa alta taxa de resposta sugere que as vendas adicionais sejam, talvez, o ponto que mais importa para as acomodações europeias. 

Image
Hotel check in

 

Essa ideia de obter uma receita adicional pode estar relacionada a sua experiência no dia a dia. Por exemplo, o relatório identifica que o aumento nas reservas incrementais feitas em plataformas on-line de viagem são, na verdade, maiores para as pequenas acomodações: “O nível adicional de reservas via OTA para pequenas acomodações é maior do que para grandes acomodações e redes de hotéis. Nossas pesquisas indicam que esse número está em torno de 20% a 30% e é validado por vários provedores de acomodação”.

O valor dos serviços adicionais

As plataformas on-line de viagem também fornecem toda a infraestrutura para que os donos de propriedades organizem as reservas, processem pagamentos e ofereçam apoio ao cliente. O relatório chama a atenção para opiniões e posições em relação a esses serviços adicionais. 78% dos provedores de acomodação concordam que o serviço de apoio ao cliente 24 horas e em diversos idiomas que as plataformas on-line de viagem oferecem é um benefício para os hóspedes. 

Com relação ao processamento de pagamentos, 76% dos entrevistados acreditam que as opções de pré-pagamento e pré-autorização oferecidas pelas plataformas on-line de viagem os ajudam a reduzir cancelamentos e não comparecimentos. Por fim, a maioria dos participantes concluiu que esses serviços adicionais agregam valor. 62% deles afirmam que plataformas como a Booking.com ajudam a reduzir custos operacionais. 

A maioria dos provedores de acomodação também vê o benefício claro de recorrer às plataformas on-line de viagem para informações sobre a dinâmica do mercado e o comportamento do consumidor. 83% concordam que as plataformas on-line de viagem permitem que eles acompanhem e melhorem sua performance por meio de insights e análise de dados. Esse tipo de informação geralmente é oferecido por meio de painéis que acompanham a demanda ou guias sazonais com dicas sobre as principais tendências. 

O relatório destaca os preços, especificamente, como uma área em que as acomodações menores geralmente veem valor nas plataformas como a Booking.com. Isso porque eles podem seguir recomendações com base em dados, projetadas para ajudar a melhorar seu rendimento. Como esses parceiros comentam: “Acomodações pequenas, especificamente, têm uma abordagem menos diferenciada com relação aos preços. Elas não têm recursos nem condições de prestar atenção de maneira contínua e ativa nesse serviço”. 

O veredito

Analisados em conjunto, os resultados positivos do relatório sugerem um aumento no entendimento da parceria essencial entre as acomodações e as plataformas on-line de viagem. 85% dos participantes acreditam que as plataformas on-line são uma maneira rentável de aumentar o alcance de sua propriedade e atrair clientes internacionais diversos.

Para saber ainda mais sobre como as acomodações de pequeno e médio porte estão usando as OTAs para competir com redes globais, baixe o relatório completo da EY Parthenon.

Baixar o relatório

Qual sua opinião sobre essa página?

Aprendizado
  • As redes de hotéis têm a liderança na maioria das regiões, mas não na Europa. 87% dos hotéis são de pequeno e médio porte, de propriedade e operação independentes.
  • Um estudo da EY Parthenon revelou que pequenas acomodações europeias receberam 20% a 30% mais reservas incrementais vindas do seu anúncio em uma plataforma on-line de viagem do que redes maiores.
  • 85% dos participantes acreditam que as plataformas on-line são uma maneira rentável de aumentar seu alcance e atrair clientes internacionais 
  • 83% dos participantes concordam que as plataformas on-line de viagem permitem que eles acompanhem e melhorem sua performance por meio de insights e análise de dados