Confira recomendações para atrair hóspedes

Nossos dados mostram um aumento de quase 50% nas pesquisas para a alta temporada em comparação com o ano passado. Aumente suas reservas com o nosso guia. 

Conferir mais recomendações

London

Short Stay Summit: principais tópicos e aprendizados deste ano

 | Salvar
Descubra os insights e previsões que o Gerente Sênior de Produto da Booking.com observou durante o Short Stay Summit em Londres.

O Short Stay Summit aconteceu em Londres recentemente e reuniu líderes da indústria de todo o mundo. Alberto Bernes, Gerente Sênior de Produto na Booking.com, esteve no evento e contou seus insights para a gente.

Click.: Em suas próprias palavras, você pode falar um pouco sobre o Short Stay Summit?

Bernes: O Short Stay Summit é um dos maiores eventos da indústria no Reino Unido dedicado ao aluguel de curta duração. 

O evento reúne participantes de todos os tipos, como proprietários, empresas de gestão, prestadores de serviço e outras partes interessadas do setor. Todos têm os mesmos objetivos: dar destaque e melhorar os resultados da indústria de aluguel de curta duração. Além disso, há uma grande variedade de especialistas e influencers do setor de todo o mundo. Todos foram lá para compartilhar suas análises e previsões para o futuro.

Click.: Como foi o evento deste ano? 

Bernes: O clima era excelente. 

Houve outros eventos desde o início dos transtornos causados pela COVID-19 (incluindo o Short Stay Summitdo ano passado). Porém, este foi um dos primeiros eventos em que estive desde o início da pandemia onde realmente me senti, por falta de uma palavra melhor, 'normal'.

Estava cheio de participantes ansiosos para saber os insights de inúmeros palestrantes internacionais – algo quase inimaginável 1 ano e meio atrás.

Click.: Você notou algum tema principal neste ano?

Bernes: Durante a pandemia, a flexibilidade tornou-se uma expectativa dos hóspedes. Os viajantes passaram a adotar – e até exigir – mais flexibilidade tanto naquilo que reservam quanto na forma como reservam. 

Mas essa mudança em direção à flexibilidade traz vários benefícios para os provedores de acomodação de curta duração.

Antes, as pessoas escolhiam uma cidade para visitar e simplesmente procuravam hotéis na região por costume. Agora, vemos um crescimento da participação de mercado de acomodações que não são hotéis, pois as pessoas realmente estão considerando as opções de lugares para ficar.

Da mesma forma, se no passado as pessoas paravam para tomar uma decisão formal sobre o próximo destino de viagem, a ascensão dos celulares faz com que hoje isso seja feito em praticamente qualquer lugar, a qualquer hora. Isso pode acontecer quando as pessoas estão com os amigos, quando veem um lugar interessante enquanto assistem TV ou simplesmente enquanto navegam nas redes sociais, mas elas podem ter uma ideia e reservar em apenas alguns cliques. 

Com isso em mente, talvez não seja surpreendente que o celular já represente cerca de 60% do total de reservas em nossa plataforma.

Na verdade, não foi só a forma de fazer a reserva que mudou, mas o próprio conceito de viagem está mudando.

Click.: De que maneiras?

Bernes: Bem, as linhas entre viagens de negócios e lazer estão mais tênues do que eram antes da pandemia.

Costumava ser bastante claro – as viagens de negócios eram organizadas pelo seu empregador e duravam o tempo necessário para o trabalho. Mas agora, muitas pessoas estão optando por tirar um tempo para si mesmas nessas viagens de negócios. O objetivo é aproveitar ao máximo o lugar e passear. De fato, nossa recente pesquisa sobre tendências de viagens revelou que 62% dos viajantes globais planejam estender uma viagem de negócios para incluir tempo de lazer neste ano.

Também vemos o contrário acontecer, pois as pessoas estendem suas viagens de lazer para trabalhar em um novo local. Afinal, com o trabalho remoto é possível reservar um mês inteiro, tirar uma semana de folga e depois trabalhar normalmente pelo período restante para poder aproveitar as noites e finais de semana em um lugar novo.

As pessoas estão querendo fazer suas coisas do seu jeito. E isso pode ser especialmente valioso para os provedores aluguel de curta duração.

Click.: Algo te surpreendeu no evento?

Bernes: Eu diria que, apesar dos desafios causados pela pandemia, ainda havia um forte senso de curiosidade, energia e positividade entre os participantes. Talvez haja uma sensação de que as coisas possam continuar mudando um pouco no curto e médio prazo, mas no final das contas, as pessoas continuam com esperança para o que pode acontecer a longo prazo.

E isso não se refere só a questões materiais. Os participantes fizeram muitas perguntas sobre como a realidade virtual e o metaverso afetarão a indústria a longo prazo. Coisas que eles sabiam que ninguém conseguiria responder, mas estavam curiosos para ouvir opiniões. 

É fácil divagar sobre os desafios que as viagens podem enfrentar no futuro, mas com pessoas tão dedicadas e empenhadas liderando o setor, é muito mais fácil acreditar que também vamos superar tudo isso.

 

Click.2022
Saiba mais

Quer insights de especialistas do setor de viagens? Então confira alguns destaques do Click. 2022.

Click. 2022

Qual sua opinião sobre essa página?

Aprendizado
  • O Short Stay Summit de 2022 ocorreu em Londres, atraindo profissionais do setor de aluguel de curta duração de todo o mundo
  • Alberto Bernes, Gerente Sênior de Produto da Booking.com, participou do evento e compartilhou insights sobre os principais tópicos durante um bate-papo informal
  • Alguns dos tópicos discutidos foram: flexibilidade, tendências envolvendo o uso de celulares e o futuro das viagens de negócios