Resolvemos um problema no seu histórico de pagamentos de faturas

Recentemente, tivemos conhecimento de um problema técnico na extranet que levava a que as informações exibidas sobre as suas faturas e histórico de pagamentos pudessem não estar atualizados. É com satisfação que lhe comunicamos que resolvemos o problema e que o estado das suas faturas e pagamentos recentes está atualizado.

 

Não precisa de entrar em contacto connosco sobre isto. Gostaríamos de informar que os nossos sistemas de pagamento internos não foram afetados em nenhum momento e que os nossos registos das suas faturas e pagamentos permaneceram sempre corretos. Lamentamos qualquer inconveniente causado.

 

O que é a Autenticação Forte do Cliente?

Atualizado Há 1 mês

Em 2019, a União Europeia (UE) adotou uma nova legislação ao abrigo da Diretiva de Serviços de Pagamento (PSD2) a fim de reduzir as fraudes e tornar as transações mais seguras para as empresas on-line localizadas no Espaço Económico Europeu (EEE).

Uma parte desta legislação – a Autenticação Forte do Cliente (SCA) – exige que todas as empresas on-line, incluindo Booking.com, implementem medidas de autenticação mais completas nas transações quando o titular do cartão e o banco da empresa estiverem localizados no EEE.

Essas medidas garantem que o cliente (neste caso, seu hóspede) seja o titular do cartão. Se nenhuma SCA for fornecida, os bancos serão legalmente obrigados a recusar o pagamento.

Autenticação Forte do Cliente significa que a identidade dos seus clientes deverá ser verificada meticulosamente. Por outras palavras, o cliente terá de provar que é o titular do cartão através de dois dos três métodos* de autenticação abaixo mencionados:

 

Imagem
graphic_strong_customer_authentication

*Algo que o cliente sabe (palavra-passe ou PIN), tem (telefone) ou que o identifica (impressão digital).

 

Nota: A partir de 1 de janeiro de 2021, dependendo da implementação por país, os bancos passarão a recusar pagamentos que exigem a Autenticação Forte do Cliente, mas que não cumprem esses critérios.

 

Embora a legislação tenha entrado em vigor a 14 de setembro de 2019, foi introduzido o novo prazo de 1 de janeiro de 2021 para permitir um período de transição mais suave para as empresas on-line que fornecem essas medidas de SCA. Embora a previsão é de que a SCA entre em vigor a partir de 1 de janeiro de 2021, cada país estabelecerá o seu próprio calendário para a aplicação desta legislação.

Ir para:

 

Em que situações se aplica a Autenticação Forte do Cliente?

Como é que Booking.com me apoiará?

    - Pagamentos parcialmente geridos por Booking.com

    - Todos os pagamentos geridos por Booking.com

Porque é que a nova legislação se chama PSD2?

Em que territórios será aplicada a SCA no âmbito da PSD2?

O que significa isto para o seu país?


 

Em que situações se aplica a Autenticação Forte do Cliente?

A Autenticação Forte do Cliente será aplicada se cobrar um cartão de crédito ou débito que foi emitido por uma entidade do Espaço Económico Europeu (EEE) e se estiver situado no EEE. Sempre que tentar cobrar um cartão que não esteja inserido fisicamente no seu terminal de pagamento automático (TPA), a Autenticação Forte do Cliente terá de ser aplicada.


 

Como é que Booking.com me apoiará?

Todas as reservas facilitadas através dos Pagamentos por Booking.com irão beneficiar da Autenticação Forte do Cliente, que será efetuada por Booking.com. 

Pagamentos parcialmente geridos por Booking.com

 

Se já estiver a utilizar os Pagamentos On-line com alguns dos pagamentos facilitados por Booking.com, é assim que o apoiaremos:

Em que circunstâncias não tem de se preocupar com a SCA?

Quando um cliente pagar através do nosso serviço de Pagamentos On-line, iremos autenticar a sua transação de pagamento e receberá um cartão de crédito virtual, que poderá ser cobrado como anteriormente. Os cartões de crédito virtuais de Booking.com estão fora do alcance da SCA, o que significa que estes não podem ser bloqueados pelo banco.

Se o cliente optar por pagar diretamente e cobrar o cartão no momento do check-in ou do check-out na presença do mesmo, poderá fazê-lo sem alterações. Neste caso, a Autenticação Forte do Cliente (SCA ) não deverá ser aplicada.

Quando a SCA pode ser aplicável

Se fizer cobranças remotas (por exemplo: pré-pagamentos, depósitos ou taxas de não comparência), a SCA pode ser aplicável.

Embora Booking.com não processe estes pagamentos, iremos dar o apoio necessário para garantir que enfrenta um impacto operacional mínimo devido ao novo processo de Autenticação Forte do Cliente (SCA). No momento da reserva, Booking.com irá avaliar se o pagamento do cliente está sujeito à Autenticação Forte do Cliente (SCA)

  • Se acreditarmos que a SCA pode ser aplicada, solicitaremos que o cliente pague através do nosso serviço de Pagamentos On-line.
  • Se acreditarmos que o pagamento não está sujeito à SCA, o cliente pode continuar a pagar on-line ou diretamente a si. Caso ainda assim não consiga cobrar o cartão remotamente, poderá marcar o cartão como inválido e tentaremos recuperar o seu pagamento.

Todos os pagamentos geridos por Booking.com

 

Se tiver todos os seus pagamentos facilitados por Booking.com, você não terá de tomar qualquer ação. Iremos autenticar todas as transações de pagamento dos seus clientes para reservas feitas em Booking.com.

E se eu não quiser usar os Pagamentos On-line ou os Pagamentos por Booking.com?

Apenas lhe podemos prestar apoio com a SCA se se registar num produto de Pagamentos. Se optar por não se registar num produto de Pagamentos, terá de gerir os pagamentos dos seus clientes e realizar a SCA, quando aplicável. Para mais informações, entre em contacto com o seu banco ou provedor de serviços de pagamento. Pode ainda consultar as hiperligações que partilhámos na secção “Próximos passos” abaixo. 

O que devo fazer se não for elegível para os Pagamentos On-line ou para os Pagamentos por Booking.com?

Por favor, entre em contacto com o seu provedor de serviços de pagamentos bancários, que poderá dar-lhe alguns conselhos sobre a nova legislação PSD2 e garantir que você cumpre os requisitos da SCA. Se preferir, também pode consultar as hiperligações que partilhámos abaixo na secção “Próximos passos”. 

O que devo fazer se tiver transações recusadas?

Se se deparar com transações recusadas, pode usar o processo de cartão de crédito inválido para marcar cartões de clientes como inválidos. Para ajudarmos a que cobre os cartões dos clientes com sucesso, estamos a melhorar o processo de cartão de crédito inválido de acordo com os requisitos da SCA. Facultaremos atualizações regularmente sobre esta solução.

Próximos passos

Iremos publicar mais conteúdo informativo sobre a Autenticação Forte do Cliente e esclarecer qual será o impacto desta legislação, e como se pode preparar para a sua introdução.

Entretanto, pode aprender mais sobre a SCA através da Comissão Europeia, Adyen,, Stripe ou JPMorgan.


 

Porque é que a nova legislação se chama PSD2?

PSD2 significa Diretiva de Serviços de Pagamento 2, uma nova versão da atual diretiva de serviços de pagamento. Esta versão requer uma autenticação de cliente ainda mais forte para pagamentos e compras on-line. A Autenticação Forte do Cliente também é chamada de SCA. PSD2 é a legislação propriamente dita, e SCA refere-se às ações que devem ser tomadas para haver conformidade com a PSD2.


 

Em que territórios será aplicada a SCA no âmbito da PSD2?

Na Europa, ou seja, sempre que o cliente desejar comprar algo de um fornecedor situado num dos países do Espaço Económico Europeu, e o banco ou empresa que emitiu o cartão de crédito do cliente também está na Europa

A PSD2 aplica-se aos seguintes países:

  • Áustria 
  • Bélgica 
  • Bulgária 
  • Croácia 
  • República de Chipre 
  • República Checa 
  • Dinamarca 
  • Estónia 
  • Finlândia 
  • França 
  • Alemanha 
  • Grécia 
  • Hungria 
  • Islândia 
  • Irlanda 
  • Itália 
  • Letónia 
  • Liechtenstein 
  • Lituânia 
  • Luxemburgo 
  • Malta 
  • Mónaco 
  • Países Baixos 
  • Noruega 
  • Polónia 
  • Portugal 
  • Roménia 
  • Eslováquia 
  • Eslovénia 
  • Espanha
  • Suécia
  • Suíça
  • Reino Unido

 

O que significa isto para o seu país?

Nem todos os países seguem os mesmos prazos de aplicação da lei. Continue a verificar esta página para obter as atualizações mais recentes dos países.

País

Data de aplicação da lei

França

14 de março de 2021

Alemanha

15 de março de 2021

Reino Unido

14 de setembro de 2021

O período de carência alargado aplica-se apenas aos pagamentos domésticos efetuados no próprio país. Isso significa que, se uma empresa nesses países cobrar pagamentos internacionais de outros países do EEE, a SCA pode aplicar-se ainda a esses pagamentos.

O que acha desta página?

A Oferta Black Friday está on-line

Ative esta oferta para aumentar as suas reservas para o final deste ano – e para todo o ano de 2021.

Saiba mais