Encontrar um equilíbrio entre sustentabilidade, higiene e saúde

Este artigo foi escrito em colaboração com a Innovation Lighthouse, a Travel Without Plastic e a Global Tourism Plastics Initiative (GTPI)

Atualizado Há 2 meses
Guardar

O impacto global causado pelo turismo foi subitamente atenuado pela pandemia, que interrompeu praticamente todo o tipo de viagens. Com as estradas e o céu sem tráfego, o ar ficou repentinamente mais limpo. Em várias regiões do mundo, a fauna local passou a voltar aos seus locais de origem. Cidades e destinos densamente povoados tiveram a oportunidade de respirar pela primeira vez em muito tempo. Apesar de a pandemia ter causado um sofrimento imenso e um efeito devastador sobre o sector das viagens (desde pequenos negócios até conglomerados globais), foi difícil não notar a recuperação do meio ambiente.

Desta forma, estes tópicos agora são uma prioridade para a comunidade de viajantes que está a começar a reservar viagens novamente. Na verdade, 61% das pessoas afirma que a pandemia fez com que quisessem viajar de forma mais sustentável no futuro. Ao mesmo tempo, 49% acredita que ainda não existem opções suficientes para viajar de forma sustentável, e 53% sente alguma frustração se o alojamento em que estão os impede de serem sustentáveis, por exemplo, ao não fornecer comodidades para reciclagem.

Outro resultado importante da pandemia é o foco crescente na saúde e higiene no nosso sector. É algo que veio para ficar, por isso é fundamental termos em consideração o potencial impacto que a higienização tem no meio ambiente. Isso inclui o aumento do uso de produtos químicos para desinfeção, bem como o descarte incorreto de produtos de higiene, como luvas, máscaras e desinfetante para as mãos.

Estamos a assistir a uma nova e renovada procura por viagens, com prioridades diferentes que influenciam mais as decisões dos viajantes do que no passado. Para capitalizar essa tendência, será crucial posicionar-se bem num novo cenário de viagens sustentáveis, ao mesmo tempo em que cumpre os critérios mais rigorosos de higiene e segurança exigidos pelos viajantes. A secção a seguir vai ajudar a encontrar esse equilíbrio.

Quatro benefícios de priorizar a sustentabilidade à medida que as viagens regressam

 

1. Vai cortar custos a médio e longo prazo

A realidade das mudanças climáticas e da degradação ambiental torna-se cada vez mais aparente. Por isso, governos pelo mundo inteiro têm implementando leis que encarecem certos itens, como plásticos descartáveis. Ao mesmo tempo, chegámos a um ponto em que produzir energia limpa é atualmente mais rentável que a energia não renovável. E esse custo não é só operacional – deixar de priorizar a sustentabilidade também faz com que as empresas percam os seus clientes. 81% dos viajantes refere que pretende ficar numa acomodação sustentável no próximo ano, uma tendência que tem vindo a aumentar com o passar do tempo.

2. Transmite uma mensagem de responsabilidade

A relação entre o hóspede e o alojamento é mais importante do que nunca. As propriedades têm de construir e fomentar a confiança de que manterão os seus hóspedes seguros e as suas instalações higienizadas. Incluir a sustentabilidade nas prioridades do seu negócio amplia o seu círculo de preocupações e isso traduz-se numa mensagem mais ampla – uma marca responsável e de confiança.

3. É uma oportunidade de inovar

Como muitos viajantes referem que a pandemia os conscientizou sobre a sustentabilidade, tanto em casa, como nas viagens – 61% afirma que quer viajar de forma mais sustentável no futuro –, há inúmeras oportunidades para soluções criativas no sector da hospitalidade. Cultivar alimentos no local, usar energia solar para aquecer piscinas e reaproveitar a água do banho são alguns exemplos de inovações sustentáveis que os hóspedes procuram cada vez mais na hora de escolher as acomodações.

4. Ajuda a sua marca a evoluir para responder à procura futura

84% dos viajantes menciona que quer diminuir a quantidade de resíduos e de plásticos descartáveis ao viajar. Isto significa que certos produtos gratuitos, como embalagens de champô em miniatura ou chinelos descartáveis, já não são necessariamente sinónimo de vantagens. Num cenário onde 83% dos entrevistados a nível global considera que viajar de forma sustentável é essencial, fortalecer a imagem da sua marca significa pensar no seu impacto sobre o meio ambiente. A chave para receber bons comentários e pontuações, num futuro imediato, será oferecer instalações para reciclagem, itens não plásticos e a oportunidade de viver uma experiência sustentável (poder reutilizar toalhas, por exemplo).

unep_infographic_-_partner_facing_-_landscape_1_1.png
Como priorizar a sustentabilidade à medida que as viagens regressam

 

Investir em processos em vez de produtos

Acessórios descartáveis, controlos remotos envoltos em plástico e lacres higiénicos na casa de banho são apenas algumas das medidas normalmente tomadas para melhorar a higiene. Mas, na realidade, esses exemplos não garantem a limpeza – o plástico não higienizado também pode conter germes. A única coisa que esses produtos garantem é um volume enorme de resíduos desnecessários.

Uma melhor forma de priorizar a higiene é investir em procedimentos robustos de saneamento e monitorização. Em vez de oferecer produtos em embalagens de utilização única ou embrulhar objetos em plástico, garanta que os quartos e os produtos estejam devidamente limpos e higienizados entre um hóspede e o outro. Desenvolva protocolos de limpeza padronizados e completos, e certifique-se de que os seus funcionários estão bem formados para cumprir esses protocolos.  

Faça da redução de plástico uma prioridade estratégica

Reduzir o plástico é essencial para se tornar mais sustentável, o que se tornou ainda mais evidente na era pós-quarentena, devido ao uso de máscaras, luvas e artigos descartáveis, além de embalagens de álcool gel. Há muito que pode fazer para reduzir o consumo de plástico na sua propriedade:

  • Se por algum motivo precisar fornecer produtos descartáveis, opte por materiais que sejam prontamente aceites nas instalações de resíduos locais. Procure opções devidamente certificadas que possam passar por compostagem doméstica (e cuja compostagem possa fazer na sua propriedade). Alguns exemplos são embalagens biodegradáveis (de materiais como bagaço de cana ou fécula de mandioca) para alimentos, copos de café revestidos com polímeros à base de água, em vez de plástico ou PLA, e palhinhas feitas de massa ou bambu. Caso a sua única opção seja usar produtos de plástico de utilização única, escolha itens com alto teor de material reciclado.
  • Pense no descarte adequado de plásticos que não podem ser evitados e em como tornar a reciclagem algo indispensável para a gestão de resíduos na sua propriedade. Também é bom sinalizar e comunicar claramente aos hóspedes onde podem encontrar contentores para reciclagem.
  • Entre em contacto com as empresas de recolha de lixo e descubra que materiais podem ser processados nas unidades locais e o que vai parar aos aterros sanitários. Estas conversas podem orientar as suas decisões futuras na altura de escolher produtos e fornecedores.  

Implementar novos sinais de higiene

Existem formas mais eficazes e sustentáveis de tranquilizar os hóspedes do que embrulhar tudo em plástico. A comunicação é fundamental para garantir a segurança dos hóspedes antes e durante a estadia. 70% dos viajantes afirma que é mais provável reservar uma propriedade se as medidas de saúde e segurança em vigor forem claras.

  • Use e-mails de confirmação, o seu website e a página da sua propriedade em Booking.com para informar com antecedência os clientes sobre as medidas que está a adotar para manter a sua propriedade limpa e higienizada.
  • Forneça informações na sua propriedade – por exemplo, com placas ou informações no canal de TV interno – sobre como e quando está a higienizar espaços públicos, qual é o processo de limpeza dos quartos e como mantém as comodidades higienizadas.
  • Informe os clientes caso também tenha tomado medidas para equilibrar a sustentabilidade e uma higiene reforçada. Isso proporciona-lhes a oportunidade de contribuir para os seus esforços de sustentabilidade (por exemplo: ao optar por produtos de banho reutilizáveis devidamente limpos em vez de usar as próprias embalagens de plástico descartáveis).  

Analise a sua cadeia de fornecimento

Conforme estabelece novos protocolos de limpeza, aproveite a oportunidade para analisar os seus fornecedores na ótica da sustentabilidade. Converse com os seus fornecedores sobre tópicos como a redução de plástico e de resíduos em geral, transporte ecológico e devolução de embalagens. As mudanças rumo à sustentabilidade estão a ocorrer em todas as indústrias. Portanto, estas conversas podem ser vantajosas quer para si, quer para os seus fornecedores.

Considere usar soluções de limpeza novas e mais sustentáveis assim como novas tecnologias que melhorem os resultados da higienização (como, por exemplo, desinfeção por ozono, o uso de ozono aquoso estabilizado e limpeza com vapor de alta pressão). Além de essas soluções usarem menos produtos químicos prejudiciais, o seu custo-benefício também é melhor.  

Pense em como integrar a segurança nas refeições

A comida é sem dúvida uma área de preocupação higiénica. E, como no caso dos produtos de higiene, a solução para o problema costuma estar nos condimentos acondicionados em saquinhos e nos talheres plásticos descartáveis. Estes são alguns exemplos de formas menos dispendiosas e mais económicas de garantir a higiene em torno das refeições:

  • Ofereça condimentos mediante solicitação em porções pequenas – potes ou pratos de cerâmica de tamanho individual são uma boa opção
  • Use distribuidores fechados para coisas como geleia ou leite, que permitem que os hóspedes se sirvam sem entrar em contacto com a comida em si
  • Implementar protocolos de limpeza adequados para utensílios de alimentação – assim como com a manutenção da sala – para garantir os mais altos padrões de saneamento e higiene
  • Certifique-se de que há espaço suficiente entre os clientes que comem no mesmo espaço – uma forma de fazê-lo é estender o horário das refeições para que possa atender às restrições de capacidade com mais conforto  

Envolva a sua equipa

É crucial que envolva a sua equipa em quaisquer novos processos ou mudanças que implementar. Invista em formação adequada para que os seus protocolos de limpeza sustentáveis sejam bem compreendidos e colocados em prática de forma adequada. Um ótimo recurso para reduzir o plástico descartável e, ao mesmo tempo, manter a segurança dos hóspedes é o módulo de formação online gratuita do Greener Guest. Também pode considerar combinar a formação com uma atividade de limpeza na sua comunidade local – fazer a ligação entre os itens usados no local de trabalho e a poluição na área circundante pode ajudar a impulsionar a mudança de comportamento de forma mais rápida.

Também pode ser extremamente valioso obter a opinião da sua equipa sobre as alterações feitas. Cada membro da equipa terá um conhecimento único da sua propriedade e clientes, com base nas suas funções específicas e áreas de exposição. Reunir diferentes perspetivas pode ajudar a definir a melhor forma de implementar mudanças sustentáveis.

hand sanitiser
Mostre aos viajantes o que está a fazer

Se já implementou práticas de sustentabilidade na sua propriedade, pode comunicar esta informação aos viajantes através da nossa plataforma. Também pode comunicar as medidas de saúde e segurança em vigor na sua propriedade.

Atualize as suas comodidades

Descubra os nossos outros guias de sustentabilidade:

animal_welfare.jpeg

Bem-estar animal

A vitalidade dos lugares em que vivemos e visitamos como turistas é mantida por outras espécies que ali habitam. Trabalhar juntos para proteger o bem-estar dos animais não é só uma responsabilidade ética – é também a maneira de garantirmos a longevidade dos ambientes que valorizamos.

Saiba como começar

Energy consumption

Reduzir o consumo de energia e utilizar energia verde

O aquecimento acelerado do planeta – e o impacto resultante na ecologia e na economia – torna as fontes de energia e a eficiência nas principais prioridades da sustentabilidade. Mas reduzir o consumo de energia e mudar as suas necessidades de energia restantes para fontes renováveis não beneficia apenas o planeta. Também pode reduzir os seus custos operacionais.

Saiba como começar

Descubra os nossos outros guias de sustentabilidade:

Reducing food waste

Reduzir o desperdício alimentar

Cerca de um terço dos alimentos produzidos para consumo humano são perdidos ou desperdiçados. Dado que os alimentos podem representar um custo significativo, a redução do desperdício traduz-se em grandes poupanças e tem um impacto positivo na sua pegada ambiental.

Saiba como

Considera este artigo útil?