Perspetivas da Indústria

A minha experiência de sustentabilidade: gerir uma casa de hóspedes sustentável

 | Guardar
Kevin Murphy é o proprietário da Point B Guest House, uma propriedade sustentável localizada na Cidade do Cabo, África do Sul. Da implementação de novas iniciativas até à identificação de oportunidades para reduzir custos, veja o que ele aprendeu durante a sua experiência de sustentabilidade

Comecei a gerir a Point B Guest House há cerca de três anos e meio. Na altura, o proprietário anterior adotava algumas iniciativas de sustentabilidade, como a reciclagem. No entanto, conseguimos levar essas iniciativas para outro patamar. 

Como me importo muito com o meio ambiente, optei por operar de forma mais sustentável. Cresci numa região com ar poluído e sem muitas áreas verdes. Então, sempre soube que se eu pudesse fazer a diferença, faria. Não podemos negar que o aquecimento global é um problema enorme e por essa razão, desejava fazer a minha parte para gerar uma mudança positiva. Além disso, reduzimos os nossos custos de operação ao fazermos isso de forma sustentável, trazendo benefícios para o meio ambiente e para os nossos próprios resultados.

Iniciativas de sustentabilidade

Recentemente, instalámos painéis solares, um dos nossos investimentos em sustentabilidade mais lucrativos até agora. Os painéis estão conectados a uma app que permite que eu meça a quantidade de energia renovável usada, ao mesmo tempo que monitoramos a nossa pegada de carbono. Até hoje, preservámos 38 árvores e evitámos a liberação de 1 230 quilos de dióxido de carbono. 

Esses painéis também têm um impacto direto na nossa receita. Não é nenhum segredo que o custo inicial da instalação dos painéis solares é alto. Porém, antes da instalação, calculamos que em 2 ou 3 anos iríamos atingir um equilíbrio financeiro em relação ao que investimos no início – e que nos 2 anos seguintes começaríamos a ter lucro.  

Apesar de ainda não dependermos 100% dos nossos painéis – geramos 10 quilowatts e precisamos gerar 15 quilowatts para ficarmos completamente autossuficientes – já vemos os benefícios financeiros depois de 1 ano. Antes de instalarmos os painéis solares, costumávamos gastar de 4 000 a 5 000 Rands por mês, em média. Agora, os nossos gastos caíram para 3 000 Rands, em média. À medida que a África do Sul se aproxima do verão e há mais períodos de sol, esperamos que esse valor diminua ainda mais.

Solar panels

 

Em conjunto com as nossas iniciativas relacionadas à energia, continuamos a reciclar e usar os resíduos orgânicos como composto para o nosso jardim. Cultivamos diversos tipos de ervas e árvores frutíferas e usamos essa produção nas refeições que oferecemos. Por exemplo, servimos frutas aos hóspedes no pequeno-almoço, o que ajuda-nos a economizar com alimentação e embalagens plásticas descartáveis. Para o restante das refeições, tentamos sempre comprar produtos orgânicos, por meio de parcerias que fazemos com produtores locais. 

Apoio às comunidades locais

Para mim, é importante que todas as nossas ações tenham um impacto positivo na comunidade local. Sempre que possível, trabalhamos com os moradores locais. Assim, conseguimos estimular a comunidade e criamos momentos de conexão para os nossos hóspedes. 

Como uma propriedade certificada pela Fair Trade Tourism, temos acesso à app da comunidade, que utilizo para criar um canal de apoio local. Um exemplo: estava em busca de um artesão local para fazer velas para a propriedade em vez de comprá-las numa loja comum. Através da app, consegui encontrar um morador que faz excelentes velas com cera de soja. Também trabalhamos com moradores locais para que criem as nossas loiças e uniformes. Além disso, também convidamos artistas locais para exibir as suas obras de arte na nossa propriedade.

Além disso, apoiamos a nossa comunidade ao trabalharmos com orfanatos locais. Quando reserva uma estadia na Point B, uma percentagem dos lucros ajuda diferentes orfanatos em toda a África do Sul.

Como transformar a intenção em ação

Todos os projetos têm os seus desafios e a nossa experiência de sustentabilidade não foi diferente. Independentemente de estarmos a analisar novas iniciativas ou a descobrir o que seria melhor para os nossos negócios, o meu principal aprendizado é garantir que os especialistas certos estejam a postos para ajudar. 

Para mim, é muito importante que façamos mais que o discurso de sermos mais sustentáveis. É importante que sejam tomadas as medidas necessárias para que isso seja feito. Desde o número de árvores que preservamos e a energia que economizamos, passando pelo feedback que recebemos dos hóspedes e da comunidade, é muito motivador ver a diferença que fazemos ao operarmos de forma sustentável.

 

Seamless sustainability closing the gap between intention and action
Mostre os seus esforços de sustentabilidade

Tem medidas de sustentabilidade na sua propriedade? Exiba-as na página da sua propriedade. 

Atualizar práticas

O que acha desta página?

Ponto-chave
  • Ao monitorizar a sua pegada de carbono, pode tomar decisões bem informadas sobre as medidas de sustentabilidade nas quais deve investir, ao mesmo tempo que valoriza o progresso que já fez
  • A implementação de medidas sustentáveis pode reduzir os custos operacionais, beneficiando tanto o meio ambiente como os seus resultados finais.
  • Trabalhar com os moradores locais pode ajudar a elevar a sua comunidade e criar momentos de ligação dos mesmos com os seus hóspedes.