Atraia a procura antecipada

O verão está ao virar da esquina – com a nossa informação e conselhos baseados em dados, atraia os viajantes que já estão a reservar as suas férias.

Descubra o guia

Perspetivas da Indústria

A minha jornada de sustentabilidade: como gerir um B&B numa área protegida

 | Guardar
Amanda Zimlich é a proprietária do Otters Pond Bed and Breakfast, localizado na Ilha Orcas, em Washington, EUA. Ela partilha as etapas de sustentabilidade que a estão a ajudar a reduzir o seu impacto no meio ambiente

A Ilha Orcas é um lugar único. Aqui, os recursos são finitos. Isso faz com que eu tenha consciência da minha pegada de carbono. A minha propriedade está localizada ao lado do belo Moran State Park, que é uma área muito bem protegida. Sinto que é minha responsabilidade fazer tudo o que posso como proprietária de um alojamento para reduzir meu impacto no meio ambiente e preservar o delicado ecossistema que existe aqui. 

Desenvolver as medidas energéticas existentes

Comprei o Otters Pond Bed and Breakfast em 2019. Tive a sorte de o edifício já contar com uma infraestrutura sólida, incluindo muitas claraboias e instalações robustas. Isto melhora a eficiência energética, reduzindo a procura de eletricidade e calor, o que, por sua vez, reduz o uso e os custos de energia. 

Mesmo que o edifício estivesse em bom estado geral, eu sabia que havia a oportunidade de melhorar e implementar práticas de sustentabilidade. Recrutámos uma empresa especializada em sustentabilidade para realizar uma auditoria do nosso uso de energia e ver em que aspectos éramos ineficientes. Aprendi que medidas simples, como trocar as lâmpadas que já tínhamos por lâmpadas de LED, podem ajudar a reduzir as emissões. 

Ainda há muitas oportunidades para continuar a reduzir as emissões de energia, incluindo o painéis solares, que é a próxima medida que pretendo implementar. Embora a instalação de painéis solares seja cara, fiz algumas contas e descobri que esse investimento acaba por se pagar no prazo de 4 anos. 

Uma abordagem caseira para o desperdício alimentar

Sou chef de profissão, e foi assim que entrei na indústria hoteleira. Trabalhei em restaurantes e desenvolvimento de produtos para empresas como a Campbell Soup Company antes de me tornar anfitriã. Para mim, cozinhar é uma paixão e não apenas um trabalho. 

Na propriedade, tenho uma horta que fornece ingredientes durante todo o ano, incluindo vegetais, frutas e ervas, que uso para preparar o pequeno-almoço. É uma abordagem consciente, já que muitos alimentos orgânicos são produzidos diretamente na propriedade. Tudo aquilo que não consigo cultivar, compro a produtores locais. Desta forma, apoio negócios locais, diminuo o desperdício e reduzo a pegada de carbono, uma vez que os produtos vêm da ilha. 

Herb garden

A Ilha Orcas tem um clima marítimo e é bastante húmida durante todo o ano, o que pode tornar difícil cultivar certos produtos, como tomates, por exemplo. Não sou horticultora, tudo o que sei sobre horticultura aprendi com a minha mãe. Estou a descobrir que está a tornar-se mais fácil, pois estou continuamente a usar as plantações da época anterior. Cultivar a minha própria comida ajudou a reduzir significativamente os meus custos com alimentos. Além disso, os hóspedes podem desfrutar de produtos frescos e de qualidade. 

Também tenho algumas galinhas poedeiras. Além de nos darem ovos frescos e orgânicos que usamos para criar o nosso menu, também providenciam estrume que uso para criar o meu próprio adubo. Quando era criança, cresci a criar adubo. A criação de galinhas inspirou-me a voltar a fazer isso. Qualquer desperdício de comida também é usado na criação do adubo. É um ciclo completo.  

Proteger a vida selvagem

Otters Pond usa uma fonte subterrânea, e faz parte da mesma bacia hidrográfica dos lagos e lagoas do Moran State Park. A localização da lagoa torna-a no lugar perfeito para mais de 100 aves migratórias, além de espécies maiores de aves de rapina, como águias-carecas, corujas e falcões. Há trutas na lagoa, bem como lontras, martas, castores, guaxinins, tritões, cobras e sapos. O ecossistema da lagoa é muito delicado – não é preciso muito para o perturbar. Sinto-me pessoalmente responsável por proteger o equilíbrio natural. 

Quando recebo os meus hóspedes e lhes mostro a propriedade, informo sobre o ambiente da lagoa e regras para visitantes. Por exemplo, não alimentar as aves e a vida selvagem com restos de comida é importante. Reciclagem e compostagem são outras práticas nas quais envolvo os meus hóspedes. Geralmente, as pessoas vêm aqui para desfrutar da natureza e fugir da cidade, por isso, já estão bastante conscientes das suas ações durante a estadia. 

Quando cuido da horta, não uso produtos químicos agressivos, como pesticidas, que desequilibrariam a fauna e flora naturais da lagoa ou do terreno ao redor. Estes produtos químicos afetam a terra negativamente, além de serem prejudiciais para os polinizadores e a vida selvagem. 

Encontrar incentivo na satisfação dos hóspedes

Quando cheguei ao Otters Pond, achei que me poderia dar ao luxo de esperar que as coisas se danificassem antes das as substituir. No entanto, agora estou motivada para atualizar o B&B mais rapidamente, pois aprendi que as melhorias podem reduzir a pegada de carbono, diminuir os custos operacionais e aumentar a satisfação dos hóspedes. 

Os hóspedes reparam em medidas sustentáveis, como a redução do uso de plásticos descartáveis. O feedback foi extremamente positivo. Os hóspedes sentem que estão a fazer a sua parte quando optam por se hospedar numa propriedade sustentável. Isto incentiva-me a encontrar novar formas de atuar de forma sustentável.   

Working in field
Viagens Sustentáveis

Descubra como pode mostrar os seus esforços de sustentabilidade aos clientes na nossa plataforma.

 

Soluções

O que acha desta página?

Ponto-chave
  • Trabalhar com empresas locais especializadas em sustentabilidade pode ajudar a identificar oportunidades 
  • Cultivar produtos orgânicos na sua propriedade, como vegetais, frutas e ervas, pode reduzir os seus custos com alimentos
  • Proteger a fauna e a flora naturais da sua localização e educar os hóspedes sobre comportamentos é uma parte importante de agir de forma sustentável